A Dissertação por Bilateralidade

"Entenda como funcionam as principais características das provas e dos vestibulares elaborados pela VUNESP"

Publicado em Redação | 16/06/2018 | 1 | 1254
A Dissertação por Bilateralidade
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Você sabe o que é uma escrita por bilateralidade? Bem, como o nome já diz, trata-se de um texto cuja tese transita em universos polarizados, ou seja, os temas os quais exigem essa modalidade de escrita são considerados polêmicos, pois dividem a opinião da sociedade e trazem consigo divergências que podem (e devem) ser refletidas levando em consideração os vários pontos de vista.

A VUNESP, fundação responsável por grandes vestibulares ao redor do Brasil, por exemplo, traz em suas avaliações temas de redação da seguinte natureza:

1.    (UNESP 2018/2) “Liberar o porte de armas de fogo a todos os cidadãos diminuirá a violência no Brasil?”
2.    (UNESP 2017) “A riqueza de poucos beneficia a sociedade inteira?”
3.    (UNIFESP 2016) “A adoção da pena de morte pode contribuir para a redução do número de crimes hediondos no Brasil?”
4.    (FAMERP 2015) “Simplificação de obras clássicas: democratização da leitura ou desrespeito ao texto original?”

Observe que os quatro temas têm algo em comum: todos eles consistem em um questionamento cujo elemento “ou” está presente implícita ou explicitamente. Nos três primeiros temas, nota-se que, ao responder, o candidato deveria agir de modo excludente, isto é, “ou sim ou não”, um dos lados seria excluído. Já no caso do quarto tema, a exclusão ocorre a partir do modo como o escritor interpreta o conceito de “simplificação de obras clássicas”, ou seja, se ele entende como democratização ou desrespeito.

Em qualquer um dos casos, no entanto, o que ficou evidente, foi a necessidade de uma avaliação bilateral. Ora, o vestibulando deveria, ao apresentar a temática e contextualizar o leitor sobre o assunto, posicionar-se diante da perspectiva A ou B. Logo, sua tese poderia ser trabalhada nessa modalidade argumentativa: “se por um lado, A; por outro, B”, quer dizer, por bilateralidade.

Para clarificar nosso pensamento quanto à estrutura mencionada, vejamos um texto produzido por um aluno do Ensino Médio, o qual estava lidando com o seguinte questionamento: “As drogas devem ser legalizadas no Brasil?”. Note como o texto dele foi elaborado e de que modo ele se posiciona frente à questão.

Conveniência e satisfação

A legalização das drogas ocupa um lugar importante em diversas camadas da sociedade brasileira. Trata-se de um assunto polêmico cujos argumentos ganham força nas vozes de adeptos liberais e conservadores contrários. O fato é que um consenso entre linhas de pensamento tão díspares parece não ser possível, uma vez que ambos têm visões contundentes sobre o assunto. Se por um lado a legalização é um importante passo no combate ao narcotráfico, por outro, abre brechas para o aumento do consumo em um país cuja saúde pública é precária.
Há uma grande confusão em relação aos conceitos liberação e legalização das drogas. Enquanto primeiro significa a disseminação sem qualquer controle ou fiscalização, o segundo pode ser definido como uma legislação, isto é, a criação sistêmica de leis que vigoram sobre o assunto. Assim, fica evidente que o combate de males relacionados às drogas, tais como o narcotráfico, o uso indiscriminado e a marginalização tornam-se mais fáceis de serem organizados. Deve-se considerar que as políticas hoje usadas no combate às drogas são ineficazes: violentas, autoritárias e não compreendem o problema de modo holístico. Portanto, a criação de leis - a legalização - é um importante passo para por fim à questão.
Por outro lado, há sérios riscos ao assumir a legalização de drogas. Caso a legislação não venha a ser rigorosa e sistemática em relação à divulgação, à publicidade e ao consumo sem consciência dos males causados por elas, o aumento de usuários pode se agravar e o sistema de saúde brasileiro não demonstra dados satisfatórios em relação aos seus serviços, ou seja, é preciso questionar de que modo o governo e a sociedade pretendem atender à demanda de novos problemas sociais relacionados à saúde. Ora, se o país ainda não conseguiu controlar e inibir a venda e o consumo de álcool a menores de idade, seria uma ingenuidade acreditar que fará algo semelhante em relação ao consumo de outras drogas.
Portanto, embora seja interessante a proposta de uma legislação sobre o uso de drogas, o Brasil não demonstra, ainda, uma estrutura satisfatória para realizar tal ação, o que nos leva a crer que elas não devem ser legalizadas. É preciso, antes de tudo, um posicionamento cauteloso em relação ao assunto. A sociedade deve ser consciente de que não se trata de um problema moral, mas de ordem social. O governo, por sua vez, não deve agir com imediatismo, mas criar um plano a médio e longo prazo a fim de regularizar a situação; políticas de cadastro de pessoas que usam drogas de modo recreativo seria um bom começo. Somente por meio de uma ação coletiva será possível compreender e organizar o uso de drogas dentro de uma ordem social satisfatória.

Observe que o aluno apresentou os dois lados da questão e, com uma argumentação por análise crítica, ele faz uma exposição demonstrando o quanto ambos podem ser defendidos.

Todavia, é fundamental destacarmos que temas assim exigem um posicionamento claro do escritor. Quer dizer, mesmo apresentando uma tese e uma antítese, o aluno precisou criar uma síntese e assumir uma postura, neste caso, de negação da legalização das drogas. Por essa razão, em estruturas bilaterais, é importante dar voz aos dois lados da questão, mas é imprescindível escolher um deles, de preferência, aquele que foi apresentado por último.   

Olá, deixe seu comentário para A Dissertação por Bilateralidade

Já temos 1 comentário(s). DEIXE O SEU!
Octávio Henrique

Octávio Henrique

De Felps Marinho, podemos esperar, sempre, conteúdo de altíssima qualidade como esse. Não só a explicação conceitual em si é muito clara, mas também o exemplo dado auxilia muito para tirar quaisquer dúvidas do leitor.
★★★★★DIA 14.08.18 15h05RESPONDER
Felps Marinho
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/